‘Garantia Sol’ vai indenizar turista de Fortaleza que pegar dia de chuva, diz secretário

Turista que enfrentar chuva por dois dias até 20 de dezembro recebe novo pacote de viagem pagando apenas as taxas de embarque.

pf2

Praias ensolaradas são um dos principais atrativos para turistas que buscam Fortaleza, diz secretário (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)

Fortaleza terá o “Garantia Sol”, uma forma de indenizar o turista que visitar a capital cearense em dias chuvosos. O seguro vai compensar os visitantes que enfrentarem pelo menos dois dias de chuva, entre 11h e 16h, durante sua estada na capital cearense.

Caso o turista pegue dias chuvosos, ele será ressarcido com um novo pacote de viagem, com sete ou oito dias de estada, pagando apenas a taxa de embarque. A nova viagem deve ser marcada para 24 meses após o pacote “frustrado” com a falta de sol.

O seguro é válido para viagens entre 1º de agosto e 20 de dezembro deste ano, mas a Secretaria de Turismo de Fortaleza já estuda uma edição 2018 do Garantia Sol, de acordo com o secretário executivo do Turismo, Erick Vasconcelos.

Vasconcelos explica que a Prefeitura de Fortaleza e o Governo do Estado vão apoiar o seguro por meio de propaganda, mas o projeto é de iniciativa popular.

“Caso o turista receba o seguro, a ABIH [Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Ceará] vai arcar com a hospedagem, e a CVC fica com os custos da viagem. A prefeitura apoia com a publicidade porque é uma promoção que vai incrementar o turismo em Fortaleza.”

Sol, um ‘cartão de visita’

2832417-praia-de-iracema

Praia de Iracema é um dos pontos mais procurados pelo turista que viaja a Fortaleza (Foto: Agência Diário)

Ainda conforme o secretário, a maior parte dos turistas que visitam Fortaleza procura as praias em dias ensolarados.

“Nós temos investido muito no turismo corporativo, mas esse turista se encanta com o sol e com as praias e em seguida retorna com a família em um passeio de lazer. O turista, quando vem a passeio, gasta três vezes mais, por isso a importância de divulgar o sol, que é um cartão de visita”, afirma Erick.

Em julho, período de alta estação, a Prefeitura de Fortaleza espera injetar na economia R$ 1,6 bilhão na cadeia produtiva do turismo.

Período chuvoso e ensolarado

Em Fortaleza – e em todo o Ceará – as chuvas se concentram entre fevereiro e maio, com precipitações escassas em fevereiro, junho e julho; nos demais meses, elas quase não ocorrem, e quando chove, são precipitações bastante leves, entre dois e cinco milímetros, sem céu nublado, conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Se o “Garantia Sol” fosse válido em 2016, no mesmo período estabelecido para este ano – entre agosto e 20 de dezembro – o turista receberia o seguro se tivesse visitado a capital cearense entre os dias 18 e 19 de dezembro, quando Fortaleza registrou chuvas de 34 e nove milímetros, respectivamente.

Em setembro, outubro e novembro de 2016 houve garoas leves durante dois dias seguidos por três vezes.

G1

 

Família de músicos emociona a internet e dá exemplo para o Brasil no ‘Caldeirão’

Seu Gaudino, seus filhos e seus netos transformam a vida de mais de 150 jovens em projeto social em Fortaleza, no Ceará; eles estão no ‘Um Por Todos, Todos Por Um’!

Seu Gaudino garante e a gente conferiu que é verdade: ele teve uma vida difícil, de muito trabalho e dedicação. No Um Por Todos, Todos Por Um do Caldeirão, vimos como ele deu a volta por cima junto com a sua família. O personagem do programa deste sábado, 10/12, teve sete filhos, todos músicos, e ainda viu os seus netos seguirem o mesmo caminho.

Luciano Huck conhece o Seu Gaudino (Foto: TV Globo)Luciano Huck conhece o Seu Gaudino (Foto: TV Globo)

A vocação da família virou inspiração para a comunidade onde vive em Fortaleza, no Ceará. A afinidade com a música levou à criação de um projeto social, montado na casa deles, que transforma a vida de mais de 150 jovens: o Acordes Mágicos. E foi esse lugar que Luciano Huck escolheu para convocar o mutirão e reformar completamente, dando apoio ao maravilhoso trabalho da família Cruz!

A família Cruz é uma família de músicos (Foto: TV Globo)A família Cruz é uma família de músicos (Foto: TV Globo)

Como bônus, esses guerreiros genuinamente brasileiros tiveram a oportunidade de conhecer a diva Ivete Sangalo e ganharam uma reforma no lugar onde eles moram, no andar de cima da mesma casa onde fica o projeto social.

Confira o antes e depois no vídeo:

 

Gshow

Estado terá o 2º hotel 7 estrelas do mundo

Acordo foi fechado com a SDE estadual ontem e a construção será iniciada no segundo semestre de 2017

20 MAIO DE 2016 - Hotel Royal. BA 9,80 AL 3,91  - NEGOCIOS - 19ne8986  -  NLVL
O aporte de R$ 400 milhões irá gerar de 700 a 800 postos de trabalho na construção e 2.500 empregos diretos e indiretos quando estiver funcionando

20 MAIO DE 2016 - Hotel Royal. BA 16,80 AL 10,50  - NEGOCIOS - 19ne1010  -  NLVL

O projeto conta com uma marina para iates e embarcações de pequeno porte, centro de beleza, centro de esportes, parque aquático, entre outros espaços

A construção do segundo hotel 7 estrelas do mundo no Ceará foi confirmada, ontem, por investidores da General Mediterranean Holding (GMH) ao Governo do Estado, ao anunciarem o início das obras para o segundo semestre de 2017. A cidade litorânea que abrigará o empreendimento deverá ser definida no próximo mês, segundo anunciou o CEO da GMH do Brasil e presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasileira (CCIBRA), Ghassan Saad.

De acordo com informações do Governo, os empresários libaneses pediram uma área de 100 hectares e proximidade dos aeroportos. “O projeto é muito importante para o Brasil e o principal investimento do grupo no País”, afirmou Saad. Em maio, três cidades foram apresentadas ao grupo: Aracati (na qual três locais foram visitados pela comitiva); Cascavel (dois locais vistos) e Cruz (mais três locais).

O investimento de R$ 400 milhões proporcionará a geração de 700 a 800 postos de trabalho durante a construção, o que será ampliado para 1.500 empregos diretos e outros 1.000 indiretos quando o hotel estiver em funcionamento. Além disso, o grupo GMH ainda pretende construir 1.500 casas para os funcionários e escola para os filhos deles nas proximidades do hotel.

Para a secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, Nicolle Barbosa, o empreendimento vai consolidar a vocação turística do Estado e proporcionar um ambiente de negócios e lazer ao mesmo tempo. Ela afirma que, em breve, será assinado o termo de cooperação entre o Governo e o grupo empresarial, sendo necessário aguardar a definição da área escolhida para o início do processo legal. “Esse investimento vem consolidar em definitivo a indústria do turismo no nosso Estado e toda a sua cadeia produtiva, com mais empregos qualificados, renda e diversas oportunidades de negócios. Vai animar a economia da região onde vier a se instalar”, destacou.

Estrutura

O hotel contará com uma estrutura que promete transformar a cidade em que se instalar e impulsionar empresas locais. “Vamos dar prioridade as empresas do Ceará”, garantiu Saab. “Isso vai mudar completamente a economia local dessas cidades. Vai dinamizar os pequenos negócios, além de acionar grandes fornecedores da Capital”, complementou a titular da SDE.

O projeto do empreendimento conta com uma marina para iates e embarcações de pequeno porte, centro de beleza e estética, centro de esportes, centro fitness, centro de jogos, english pub, spa com piscinas, discoteca e parque aquático. Além disso, serão construídos sete restaurantes (comida brasileira, libanesa, chinesa, indiana, francesa, italiana e espanhola).

Com 300 leitos, o hotel também contará com salão de eventos com 1,5 mil lugares, duas salas de conferência, oito salas de reunião, centro de negócios com estrutura de recursos de alta tecnologia e bangalô. Exclusivamente para a área do resort, o hotel projeta a construção de 200 apartamentos, 25 vilas de luxo e um shopping com lojas, galerias, além de restaurantes de comida fast food.

Concessões

O grupo ainda viu uma apresentação do pacote de concessões do governo e, segundo Nicolle, teria se interessado pelo Acquário e pelo Metrô de Fortaleza (Metrofor). “A CCIBRA tem interesse em trazer empresas para o Ceará. Cada uma tem projetos e muitos recursos”, disse Saab.

Diário do Nordeste

Beach Park aposta em tecnologia para crescer

size_810_16_9_nativa3_beachpark_divulgacao

Crescimento sem susto: o Beach Park, no Ceará, investiu em solução de gestão empresarial para integrar sistemas e suportar momentos de pico

Com 30 anos de história, o empreendimento turístico Beach Park, em Aquiraz (CE), é composto por uma grande estrutura formada por um parque aquático com mais de 7 milhões de litros de água, três resorts e um hotel de praia, que somam 1 000 leitos, e um restaurante na praia para 2 000 pessoas. Anualmente, os
180 000 metros quadrados do empreendimento recebem cerca de 1,5 milhão de visitantes. Para gerar uma boa experiência a essa multidão de frequentadores, o Beach Park sempre investiu muito em tecnologia. Mas, há quatro anos, a empresa percebeu que seu crescimento poderia ser comprometido se não modernizasse os sistemas tecnológicos.

Era a hora de procurar uma solução de gestão empresarial (ERP) mais robusta para integrar os sistemas, que, durante anos, foram desenvolvidos internamente, e que também suportasse os momentos de pico do parque. “Decidimos investir em um novo sistema de gestão porque a empresa estava no limite. Vivíamos tensos, com medo de que a solução antiga parasse de vez”, afirma Paulo Menezes, diretor de projetos e hotelaria do Beach Park.

A implementação do novo ERP começou em março de 2012. O objetivo do projeto era substituir e adaptar os sistemas criados internamente e integrar todas as áreas de backoffice, atendimento e administração. Atualmente, o sistema é operado por cerca de 900 usuários em todo o complexo. As soluções integradas permitem um controle maior dos processos internos, padronização das rotinas, estabilidade nos serviços e administração dos impostos.

O desafio foi integrar as diferentes rotinas do complexo aquático em um só sistema. Era preciso gerir desde o estoque de alimentos e a bilheteria do parque até o controle das transações com o Beach Card, cartão de acesso que também dá direito a descontos e promoções em compras no local.

Além disso, para melhorar a satisfação dos clientes, o Beach Park precisava de indicadores que pudessem ser monitorados. Hoje, o trabalho das arrumadeiras do hotel é inteiramente cronometrado e monitorado. Ao começar a jornada, cada funcionária recebe um smartphone com as tarefas que deve cumprir no dia. Há uma ordem a ser seguida e um tempo predeterminado para cada tarefa. Ao longo do dia, elas informam todas as ações em tempo real, como quando iniciam e terminam a arrumação de cada quarto.

“Antes do sistema, as arrumadeiras usavam uma lista em papel e ninguém sabia onde estavam ou quanto tempo levava cada tarefa”, afirma Menezes. Outro benefício da arrumação high tech: se um cliente solicita um travesseiro, por exemplo, esse pedido chegará ao smartphone da camareira que estiver mais próxima daquele quarto. “Tudo é monitorado por uma central de serviços. Isso gera mais agilidade e eficiência em todas as etapas do atendimento”, afirma Menezes.

A lógica é a mesma nas mesas do restaurante da praia. Há indicadores de tempo para a entrega de bebidas e pratos. Uma cerveja deve chegar à mesa em, no máximo, cinco minutos. Um prato pode levar até 20 minutos. Tudo é monitorado.

Como todos os sistemas são integrados ao ERP, no momento em que o cliente faz o pedido e o garçom abre uma comanda eletrônica, o produto é baixado do estoque. Se a pessoa que vai pagar a conta está hospedada no hotel, ao final da refeição o valor é automaticamente transferido para o número do apartamento. “O cliente não precisa usar dinheiro dentro do parque. Pode pagar de uma vez só, no checkout”, afirma Menezes.

O Beach Park tem ainda um serviço de pré-checkin, para agilizar a entrega das chaves quando o hóspede chega ao hotel, o que evita filas. Há, também, terminais de autoatendimento em que é possível fazer compras, solicitações e verificar o andamento da conta.

Para o segundo semestre deste ano, existem planos de utilizar os terminais de autoatendimento para tornar ainda mais rápida a retirada do cartão do hotel pelos hóspedes. O sistema deverá usar tecnologia de Radio-Frequency Identification (RFID). Os planos incluem também a possibilidade de pagar a conta nos terminais, na hora do checkout. “O piloto já é realidade. Os caixas eletrônicos estão chegando e o software está em produção”, diz Menezes.

O maior benefício de investir em um ERP sofisticado e na total integração de sistemas está na capacidade de crescer sem sustos. “Se nossa estrutura não fosse suportada por tanta tecnologia, provavelmente não teríamos tantos clientes, hotéis e mesas na praia”, afirma Menezes. “A tecnologia nos dá tranquilidade, pois sabemos que tudo vai funcionar e que podemos continuar com os planos de expansão.”

Exame.com

Além da TAM, Fortaleza concorre agora a receber hub da TAP

aviao

A companhia aérea portuguesa TAP pretende estruturar no Nordeste a operação de voos regulares por meio de um hub

Fortaleza pode ser a opção de mais um centro de conexões de voos. A companhia aérea portuguesa TAP pretende estruturar no Nordeste a operação de voos regulares por meio de um hub. O empresário cearense Chiquinho Feitosa confirma que iniciou, em Lisboa, Portugal, as conversações com a direção da empresa para aproximar o grupo ao estado.

“Eu acredito que dezembro estaremos agendando aqui em Fortaleza uma audiência com o governador e com o prefeito, para tratarmos desse assunto. Isso é uma coisa que deve acontecer no próximo ano, tendo em vista que só assumirão a direção da companhia a partir de novembro”, explica o empresário em entrevista à Rádio Tribuna BandNews FM.

Até o final do ano, deve sair a resposta se a capital cearense será escolhida para sediar o hub da TAM. Nesta semana, um estudo de infraestrutura aeroportuária apontou Fortaleza e Natal como as capitais mais favoráveis para receber o empreendimento. Segundo o estudo, as cidades devem ampliar seus equipamentos, enquanto Recife necessita de um novo terminal aéreo.

Além da TAM, as empresas Azul e Avianca também estudam a possibilidade de instalar um centro de distribuição do Nordeste, mas ainda não há informações sobre os projetos.

Para conquistar o hub da TAP, o empresário Chiquinho Feitosa salienta que Fortaleza tem vantagem devido à localização geográfica. No entanto, ele aponta que uma audiência para discutir o assunto com o Governo do Ceará e a Prefeitura de Fortaleza só deve ocorrer em 2016, quando a TAP estará sob controle de novos acionistas.

Não há informações sobre o início das operações do centro de conexões da companhia portuguesa, nem quantos voos devem funcionar na capital contemplada pelo hub. Também ainda não são apontadas as cidades brasileiras que podem concorrer ao empreendimento.

Por meio da assessoria de imprensa, a gestão nacional da TAP afirmou desconhecer a intenção de instalar um hub no Nordeste. A administração portuguesa não havia comentado o assunto até o encerramento desta matéria.

Tribuna do Ceará

Festas de fim de ano devem girar R$ 2,5 bi na Capital

Montante é mais que o dobro gasto em igual período do ano passado, segundo informou a Secretaria de Turismo

 Reveillon 2014 da cidade de Fortaleza no aterro da praia de Iracema. na foto- Queima de fogos no aterro da praia de Iracema.  - negocios - 28ne0254  -  ALEX COSTA
Reveillon 2014 da cidade de Fortaleza no aterro da Praia de Iracema. Na foto, queima de fogos no aterro da praia de Iracema.
Do Brasil, quem mais visita a Capital são pessoas de São Paulo, Pará, Minas Gerais, Rio Grande do Norte e Rio de Janeiro, além do Distrito Federal. Do exterior, virão, principalmente, da Itália, França, Portugal e Argentina ( Foto: Alex Costa )

Mais de um milhão de turistas, incluindo estrangeiros e nacionais, são esperados para as férias de fim de ano em Fortaleza, de acordo com dados da Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor). Somente para o mês de dezembro, espera-se que os visitantes gastem na Capital, com turismo e serviços, o valor total de R$ 2,5 bilhões. O montante representa um pouco mais que o dobro do que foi alcançado em julho deste ano, que registrou receita de R$ 1,23 bilhão.

“Dezembro é um dos melhores meses do turismo”, ressalta Elpídio Nogueira, titular da Setfor, que também comemora a lotação em alguns hotéis da cidade. O secretário justifica a boa fase da cidade por conta da alta do câmbio, que adiou os planos de quem gostaria de carimbar o passaporte nas próximas férias. “Em recente pesquisa com turistas brasileiros, Fortaleza foi a cidade apontada como o destino mais desejado e, ainda, o mais procurado entre as opções do Nordeste”, afirma.

Hospedagem

A animação com as possibilidades do setor é compartilhada pelo presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Ceará (Abih-CE), Darlan Leite. “A expectativa é muito boa para o período. No fim do ano, estamos com a taxa de ocupação entre 98% e 100%”, anuncia. Para o representante da rede holeteira do Estado, a procura pelas festas de réveillon de Fortaleza está cada vez maior.

Segundo ele, o turista está atraído não apenas pela comemoração organizada pela Prefeitura Municipal, que irá ocorrer na Praia de Iracema, mas também por conta de outras festas privadas, como as que acontecem no Marina Park Hotel. “Um outro indutor para o turismo local é o Beach Park”, complementa. Para janeiro, as reservas dos hotéis estão na ordem de 70%.

Origem dos visitantes

Segundo o secretário de Turismo de Fortaleza, são esperados cerca de 900 mil turistas vindos de outras localidades do Brasil e, entre 100 e 120 mil, do exterior, principalmente da Itália, França, Portugal e Argentina.

Ele observa, ainda, que os americanos também estão voltando a visitar Fortaleza, pois sabem que o dólar está supervalorizado, o que acaba tornando relativamente barata a hospedagem em um hotel cinco estrelas da Beira Mar.

Darlan também tem notado a presença bastante intensa de visitantes vindo dos Estados Unidos que há um tempo não se via. “Esse é um povo interessante, que gosta de viajar”, afirma. Dentre os brasileiros, quem mais visita a Capital são pessoas de São Paulo. Estados como Pará, Minas Gerais, Rio Grande do Norte e Rio de Janeiro, além do Distrito Federal, também enviam turistas com frequência.

Infraestrutura

Para as festas de réveillon, Elpídio comunica que estão preparando, em parceria com outras entidades, um grande esquema de segurança, mobilidade urbana, reforço policial e instalação de câmeras de vigilância. Só para festa no Aterro na Praia de Iracema estima-se um milhão de pessoas. “Estamos tentando implantar até dezembro uma base policial fixa na Beira Mar, próxima ao clube Náutico”, diz.

Para melhorar a qualidade de atendimento com o público estrangeiro, a Setfor está disponibilizando curso da língua inglesa básico para garçons e atendentes das barracas de praia para que eles possam compreender os turistas.

Já o presidente da Abih-CE comenta que nos períodos de intervalo entre as temporadas os hotéis aproveitam para treinar seus colaboradores e que não existe uma grande demanda por contratação nesta época pois é preciso manter um quadro de funcionários capacitados ao longo de todo ano.

Em todo Ceará são 16 mil leitos de hotéis, dentre os filiados da associação, sendo 12 mil situados na Capital.

Outras praias

As praias localizadas nos litorais leste e oeste do Estado são bem procuradas pelos turistas que chegam a Fortaleza. Dados da Setfor estimam que cerca de 75% deles visitam Canoa Quebrada, Jericoacora, Cumbuco e Praia das Fontes.

Darlan analisa que pessoas que viajam por meio terrestre, vindas de cidades como Natal e Mossoró, optam por ficar em Canoa Quebrada, Praia das Fontes e Águas Belas pela proximidade.

“O tempo de permanência deste turista dobrou, e ele fica cerca de quatro dias no destino”, disse. Outra observação do titular da Abih-CE é sobre a motivação de quem procura os municípios turísticos fora da Capital, “querem descansar e não procuram por festas”.

Diário do Nordeste

 

Clube Náutico passará por reforma e ganhará hotel, shopping center e torres comerciais

nautico

O Náutico Atlético Cearense, fundado em julho de 1929, deverá passar por reforma em breve. O Consórcio Novo Náutico formado pelas empresas PB Construções, Base Incorporação & Construção, Bichucher e BR Trends, em parceria com a Lend Lease, CRETA e Machado Meyer, apresentou à diretoria e imprensa, na noite da última quarta-feira, 24, na sede do clube, projeto de reforma para o local.

Além das melhorias na estrutura do prédio, será construído um hotel, um shopping center e torres comerciais.

O arquiteto idealizador do projeto, Luiz Deusdará, explicou que estes empreendimentos devem contribuir com a geração de receita para o Clube. “A ideia é que os hóspedes do hotel e os executivos que trabalharão na torre empresarial, por exemplo, possam usufruir o espaço do clube como piscinas e quadras de tênis proporcionando um fluxo contínuo de usuários. Além disso, acreditamos que as melhorias proporcionadas à estrutura do clube somadas aos serviços agregados devem atrair mais ainda o sócio a usufruir do clube”.

Luiz disse ainda ao O POVO Online que o projeto foi entregue para uma comissão técnica, encarregada de avaliar e aprovar o documento. Uma vez aprovado, o projeto será votado pela diretoria do Náutico. O arquiteto Deusdará afirmou que a arquitetura histórica da área já construída será preservada. De acordo com Luiz, a nova construção irá dialogar com a arquitetura neoclássica da sua fundação e com a Nova Beira-Mar, que receberá tratamento paisagístico e urbanístico. “A nossa ideia é dar mais estrutura ao Clube para que ele possa voltar a ser o palco de grandes eventos da cidade”, aponta o arquiteto.

O Novo Náutico terá piscina aquecida, estacionamento para 2 mil vagas, quadra coberta com ar-condicionado, entre outras novidades.

TuL5AEZ

gNqFqdU

S3U9CLma

O Povo Online

 

Hub da TAM pode gerar R$ 9,9 bilhões na economia do Ceará, diz relatório

Documento foi apresentado a políticos do Ceará nesta quinta-feira.
Equipamentos turísticos são pontos a favor de Fortaleza, diz documento.

governo_hub

     Comitiva de político assiste a relatório apresentado por empresa de consultoria em reunião com a TAM (Foto: Divulgação / TAM)

Uma comitiva de políticos cearenses, incluindo o governador Camilo Santana e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, se reuniu nesta quinta-feira (17) com a presidência da TAM para conhecer os dados de um relatório que mede os impactos da instalação do Hub da empresa de aviação no aeroporto internacional Pinto Martins, em Fortaleza.

Em comunicado à imprensa, o Governo do Ceará informou que o documento encomendado pelo Grupo Latam prevê a geração de 35 mil empregos diretos e indiretos até 2018, além de crescimento de 6% do PIB cearense, o que representa impacto de R$ 9,9 bilhões na economia do Estado, num período de cinco anos de operação do Hub.

  • Ainda de acordo com o Governo do Ceará, mais de um terço do impacto econômico (39%) virá dos setores de transporte e armazenagem, outros 17%, do setor de atacado e varejo, e 12% dos setores de hotel e alimentação. Já sobre o impacto em empregos, 29% virão nos setores de transporte e armazenagem, 29% de atacado e varejo, e 12% de hotéis e alimentação.

Pontos a favor de Fortaleza
Na apresentação do levantamento, foram apontados como fatores que fortalecem Fortaleza na disputa para sediar o Hub equipamentos que valorizam o turismo e o esporte na capital, como o Centro de Eventos do Ceará, o Centro de Formação Olímpico e o Acquario do Ceará.

Para chegar às conclusões apresentadas, o estudo da Consultoria Oxford Economics utilizou como base os dados disponibilizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sobre os quais aplicou uma metodologia própria de avaliação de modelos econômicos regionais. O Grupo Latam também usou informações sobre o potencial turístico e de desenvolvimento econômico da cidade, além de dados coletados em visitas técnicas.

Camilo Santana no lançamento da campanha "todos pelo Hub" (Foto: Diana Vasconcelos/G1)

Camilo Santana no lançamento da campanha “todos pelo Hub” (Foto: Diana Vasconcelos/G1)

Disputa pelo Hub
Em 22 de junho, o Governo do Ceará lançou, em parceria com a Prefeitura de Fortaleza, a campanha “Todos pelo Hub da TAM no Ceará”, para receber a instalação do Hub da companhia aérea. A empresa afirmou que pretende instalar o empreendimento em uma capital nordestina: Fortaleza, Natal e Recife estão na disputa.

Depois da apresentação do relatório, a TAM afirmou que a decisão final será baseada na análise global de uma série de critérios técnicos, como a competitividade de custos, atrelada a uma infraestrutura adequada para o empreendimento e a experiência dos passageiros.

Do G1 CE

Beach Park, no Ceará, é eleito o segundo melhor parque aquático do mundo

  • recem-inaugurado-pelo-beach-park-em-aquiraz-ce-o-arrepius-comporta-cinco-toboaguas-entrelacados-alguns-deles-chegam-a-ter-25-metros-de-altura-1374848099296_615x300
  • Atração do Beach Park, o Arrepius tem cinco toboáguas entrelaçados com até 25 metros de altura

Considerado um dos principais sites de viagens do mundo, o TripAdvisor revelou nesta terça-feira  uma pesquisa que elege o Beach Park, no Ceará, como o segundo melhor parque aquático do planeta.

O ranking, feito com as milhões de avaliações que os usuários do TripAdvisor escrevem no site, tem como primeiro colocado o Siam Park, na cidade espanhola de Adeje, nas ilhas Canárias.

Outros quatro estabelecimentos brasileiros aparecem na lista dos 25 melhores parques aquáticos do mundo: o Hot Park (em Rio Quente, Goiás), no sétimo lugar; o Thermas dos Laranjais (em Olímpia, São Paulo), na 11ª posição; o Eco Parque Arraial d’Ajuda (em Arraial d’Ajuda, Bahia), no 12º lugar; e o diRoma Acqua Park (em Caldas Novas, Goiás), que ficou na 14ª colocação.

“Para os viajantes que estão procurando as melhores opções de entretenimento para as suas férias, esse prêmio é uma ótima referência”, avalia a porta-voz do TripAdvisor no Brasil, Blanca Zayas. “Turistas de todas as idades podem desfrutar desses parques que foram eleitos como os melhores do mundo”.

Conheça os dez melhores parques aquáticos do mundo, segundo o TripAdvisor

1-lugar---siam-park-em-adeje-na-espanha-1405447209298_956x500

1º lugar – Siam Park, em Adeje, nas ilhas Canárias, Espanha Leia mais Divulgação/Siam Park

Abaixo, veja a lista dos dez melhores parques aquáticos do mundo, segundo os usuários do TripAdvisor:

1. Siam Park – Adeje, Espanha

2. Beach Park – Aquiraz, Brasil

3. Blizzard Beach – Orlando, Estados Unidos

4. Typhoon Lagoon – Orlando, Estados Unidos

5. Waterbom Bali – Kuta, Indonésia

6 . Wild Wadi Water Park – Dubai, Emirados Árabes

7. Hot Park – Rio Quente, Brasil

8. Aquaventure Waterpark – Dubai, Emirados Árabes

9. Aquatica (Seaworld’s Waterpark) – Orlando, Estados Unidos

10. Parque Aquático Aquaventure de Atlantis Paradise Island – Paradise Island, New Providence Island, Bahamas

UOL Viagem