Estudante do Amapá cria cerveja antioxidante feita com açaí

interna_camuçaí

Juntar todo o potencial nutritivo do açaí, uma das frutas-símbolo do Norte do Brasil, à capacidade refrescante da cerveja foi o objetivo do Trabalho de Conclusão de Curso de uma estudante de biomedicina do Amapá. Chamada de Camuçaí, o produto pode chegar ao mercado em breve.

Regina Araújo, agora formada pelo o Instituto Estadual de Pesquisas Científicas, contou com a colaboração da pesquisadora Ediluci Torres, que é doutora em engenharia química, para progredir no projeto. Elas trabalharam juntas por um ano para desenvolver a fórmula.

Além do açaí, a cerveja leva também camu-camu, a segunda fruta com maior teor de vitamina C do mundo, 30 vezes mais que a laranja. A combinação entre a vitamina do camu-camu e a antocianina do açaí potencializam os  benefícios cardiovasculares e cicatrizantes da bebida, que é do tipo stout e tem teor alcoólico de 3,5%.

O desenvolvimento da cerveja foi feito em conjunto com a Cervejaria Trina e tem causado discussão: tanto as pesquisadoras como o mestre cervejeiro sustentam que são os responsáveis pela receita. De acordo com o dono da cervejaria, a faculdade apenas criou o extrato de açaí e camu-camu, e todo o resto do processo seria sua criação. Assim, ele acredita ter o direito de comercializar a bebida, e pretende lança-la no mercado o mais breve possível.

Todas as fotos © André Rodrigues/Secom-IEPA

Hypeness

S8+ tem design e configuração que impressiona até fã de iPhone

O smartphone topo de linha da Samsung tem “tela infinita”, memória RAM de 4 GB e câmeras excelentes

São Paulo – O Galaxy S8+ é o primeiro smartphone da Samsung que podemos afirmar que irá ditar tendências. Apesar de não ser o primeiro com a tal “tela infinita”, que cobre quase toda a frontal do aparelho, o dispositivo topo de linha traz um design inovador com configuração premium que se vê em poucos smartphones no mercado.

Para proteger essa tela de 6,2 polegadas feita praticamente só de vidro, a Samsung usou o Gorilla Glass 5. Além disso, o aparelho possui classificação IP68, ou seja, é resistente contra pó e até 1,5 m de água por 30 minutos. Ainda falando em proteção, o S8+ conta com três tecnologias de desbloqueio: sensor de íris, leitor de impressões digitais e reconhecimento facial.

 O smartphone da Samsung também não decepciona quando o assunto é configuração. Ele tem processador Exynos 8895 com oito núcleos, memória RAM de 4 GB, armazenamento interno de 64 GB, expansível com cartão microSD de até 256 GB, e bateria de 3.500 mAh. No quesito câmeras, o S8+ não apresentou grandes avanços em relação ao S7+, mas isso não quer dizer que elas não são boas: enquanto a principal tem sensor de 12 megapixels, a frontal tem uma de 8 megapixels. Com Android Nougat 7.0, o S8+ está à venda no site oficial da Samsung por 4.399 reais.
Exame.com

Frases que ficam – Reid Hoffman

“Empreender é se jogar de um precipício e construir um avião durante a queda”
Reid Hoffman, cofundador do LinkedIn

ReidHoffman_Pano_38748

Hoffman nasceu em Stanford, Califórnia, filho de Deanna Ruth Rutter e William Parker Hoffman, Jr., e cresceu em Berkeley, Califórnia. Seu tataravô paterno foi o pastor presbiteriano e presidente provisório da Universidade de Indiana Theophilus Adam Wylie.  Se formou na Universidade de Stanford em 1990 (onde conseguiu uma bolsa Marshall e um prêmio Dinkelspiel), onde obteve uma Licenciatura em Ciências em Sistemas Simbólicos e Ciência Cognitiva. Reid G. Hoffman: Chairman and Co-Founder, LinkedIn Corporation.Bloomberg Business. Seguiu estudando para conseguir um Mestrado em Filosofia na Universidade de Oxford em 1993.

Hoffman diz que na faculdade chegou à convicção de que queria tentar chegar a ter transcendência a nível mundial. Viu o meio acadêmico como uma oportunidade de ter “trascendência”, mas mais tarde se deu conta de que uma carreira empresarial proporcionar-lhe-ia uma plataforma com muita mais repercussão. “Quando me graduei em Stanford, meus plano era chegar a ser professor e intelectual público. Não se trata de citar a Kant, se trata de lhe abrir os olhos à sociedade e perguntar ‘quem somos?’ e ‘quem devemos ser, como indivíduos e como sociedade? ‘ Mas dei-me conta de que os académicos escrevem livros que lêem 50 ou 60 pessoas e eu tinha que ter um impacto maior”.

Tendo em mente essa ideia, Hoffman realizou a carreira de Administração de empresas e iniciativa empresarial. Hoffman uniu-se a Apple Computer em 1994, onde trabalhou em eWorld, uma primeira tentativa de criar uma rede social. AOL adquiriu eWorld em 1996. Mais tarde, Hoffman trabalhou em Fujitsu dantes de cofundar sua primeira companhia, Socialnet.com em 1997. Centrava-se principalmente em “realizar citas on-line e emparejar a gente com interesses similares, como jogadores de golfe que procurassem parceiros de partida em sua comunidade”.

Forbes Brasil e Wikipédia